Blog

Mercado

facebook twitter gmais
Por Cws | 12/09/2017 ás 17:24:00

Mercado imobiliário nacional apresenta melhora no segundo trimestre, segundo a CBIC

Pesquisa realizada em 20 capitais e regiões metropolitanas do Brasil mostra um crescimento de 17,4% nas vendas de imóveis no período
img

A pesquisa Indicadores Nacionais do Mercado Imobiliário, apresentada na última quinta-feira (31) pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), mostra um crescimento de 59,8% no estoque e de 17,4% nas vendas de imóveis no segundo trimestre deste ano na comparação com o período anterior. O levantamento é realizado em 20 capitais e regiões metropolitanas (RM) do País.

Ao todo, foram 16.813 unidades residenciais lançadas entre abril, maio e junho. Apesar da alta em relação ao primeiro trimestre deste ano, a houve queda de 10,0% sobre o segundo trimestre de 2016. Representando 57,7% dos lançamentos registraram alta Cuiabá, RM de Goiânia, Belo Horizonte e N. L., São Paulo, Curitiba, RM de Curitiba, Joinville, Porto Alegre e RM de Maceió. Apresentaram queda Distrito Federal, RM de Belo Horizonte, Uberlândia, Rio de Janeiro, RM de São Paulo, RM de Fortaleza, RM de Recife, RM de João Pessoa e Manaus.

As comercializações totalizaram 22.685 unidades no segundo trimestre, um crescimento de 5,8% em relação ao mesmo período do ano precedente. Tiveram crescimento Distrito Federal, RM de Goiânia, São Paulo, RM de Recife, RM de Maceió, São Luís e RM de João Pessoa. Já as quedas ficaram em Belo Horizonte e N. L., Rio de Janeiro, RM de São Paulo, Curitiba, RM de Curitiba, Joinville, Porto Alegre, RM de Fortaleza, RM de Natal e Manaus.

A oferta disponível, por sua vez, é de 133.544 unidades residenciais, uma redução de 2,1% e 7,6% na comparação com o trimestre anterior e o mesmo período do ano anterior, respectivamente. O aumento da oferta final foi acompanhado na RM de Curitiba, Porto Alegre, RM de Maceió e Manaus. Registraram diminuição Distrito Federal, RM de Goiânia, Belo Horizonte e N.L., Rio de Janeiro, São Paulo, RM de São Paulo, Curitiba, Joinville, RM de Fortaleza, RM de Natal, RM de Recife, São Luís e RM de João Pessoa.

Entre as tipologias, as unidades com dois dormitórios predominaram as vendas e os lançamentos no segundo trimestre, com 65,0% e 73,0%, respectivamente. Logo após ficaram as unidades com três dormitórios com 22,2% das vendas e 18,7% dos lançamentos.

Na análise por preço do metro quadrado, a média nacional foi de R$ 5.924, sendo que registraram valor superior o Distrito Federal (R$ 8.570), RM de São Paulo (R$ 8.442), Belo Horizonte e N.L. (R$ 7.841), Curitiba (R$ 7.011) e RM de Fortaleza (R$ 6.212).

As 20 capitais e regiões metropolitanas pesquisadas foram: Cuiabá; Distrito Federal; RM de Goiânia - Goiânia e Aparecida de Goiânia; Belo Horizonte e Nova Lima; RM de BH -Betim, Contagem e Santa Luzia; Uberlândia; Rio de Janeiro; São Paulo; RM de São Paulo; Curitiba; RM de Curitiba; Joinville; Porto Alegre; RM de Fortaleza; RM de Natal; RM de Recife; RM de Maceió; São Luís; RM de João Pessoa e Manaus.

Fonte: PINI

0 Comentários

Deixe seu comentário

Galeria Fotos

Contato